Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

pinguim amora

- por tentativa e erro e com um amor incondicional, lá nós vamos fazendo mães e pais - alerta parental: este é um blog de partilha de experiências, não um compêndio.

pinguim amora

- por tentativa e erro e com um amor incondicional, lá nós vamos fazendo mães e pais - alerta parental: este é um blog de partilha de experiências, não um compêndio.

Qui | 19.07.18

nego-me a acreditar

mami

no outro dia o mais.que.tudo chegou a casa, após jantar com um amigo que é médico e disse-me que este lhe terá dito que a nossa filha só nos identificará, como mãe e como pai, a partir dos 14 meses.

eu, que não sou nada romântica nestas questões da maternidade, nego-me a aceitar esta informação. não vou sequer pesquisar sobre a mesma.

eu já disse várias vezes que se, por alguma razão, nós (pais) desaparecêssemos da vida da princesa, e outras pessoas tomassem o nosso lugar, com dedicação e afeto, numa semana ela já se teria esquecido de nós – e fico feliz por saber que ela estaria feliz.

mas nego-me a acreditar que ela, ao olhar para mim, não saiba que sou a sua mãe. vá podem dizer-me que não tem consciência do conceito. aceito. mas que não sente o que nele se traduz? não engulo, seja médico ou carpinteiro a dizê-lo.

sou a única constante na vida daquele ser desde que nele despertou a consciência. asseguro a satisfação de todas as suas necessidades – físicas e emocionais. e vêm agora dizer que ela só me reconhece como mãe aos 14 meses?!

nego-me a acreditar

 imagem retirada daqui

8 comentários

Comentar post